Domingo, 25 de Julho de 2010

 

  3 – Boim

 

3. 1. - Localização – Fica esta terra na “Província do Minho, comarca de Penafiel Bispado do Porto, Correição de Barcellos e freguezia de S. Vicente de Boim, Concelho de Louzada. Hé do Duque e Estado de Bragança, digo, da Serenissima Real Caza de Bragança, que anda anexo á Coroa segundo me parece. Tem setenta e trez vezinhos e duzentos e treze pessoas mayores, e vinte e cinco menores. Está situada em hum válle e circuitada pela parte do Nascente com alguns montes de pouca entidade e com permediação de outros pela parte do Norte, donde se descobre a povoação da villa de Arrifana de Souza que fica distante hua légoa. “21

 

3.2. - Fogos – Fica esta terra na “Província do Minho, comarca de Penafiel Bispado do Porto, Correição de Barcellos e freguezia de S. Vicente de Boim, Concelho de Louzada. Tem setenta e trez vezinhos e duzentos e treze pessoas mayores, e vinte e cinco menores.”22Em 1757 tinha “53 fogos”23. Em 1868 “S. Vicente de Goim, que antigamente se chamou de Goy, Curado de São Thirso, a quem he unido, rende ao Cura setenta mil reis, & para os Frades duzentos mil reis: tem cincoenta & oito visinhos, & huma Ermida de São Jorge.”24

 Compreende “dezanove moradias chamadas aldeas que são as seguintes: Boim: tem vinte e oyto vezinhos. Marelco: tem quatro. Cedoura: tem oyto. Penêdo: quatro. Outeirinho: dous Barroca: hum. : trez Eiras: dous. Campos: hum. Ermeiro: hum. Gerovilla: hum. Assento da Igreja: dous. Real: dous. Arcas: trez. Corgo: dous. Costa: dous. Cacabellos: hum. Tonim: dous. Villa cháa: hum só vezinho. Estão as dezanove Aldeas, cada huma das quais comprehende os vezinhos que ficáo declarados ao pé de cada aldea.”25

 

 

 

 

20 – Idem, Ibidem

21 – I. A. N. T. T. - Dicionário Geográfico, 1758. Vol. 7, fl. 955.

22 – Idem, Ibidem.

23 – LEAL, Augusto Soares d’ Azevedo Barbosa de Pinho. – Portugal Antigo e Moderno – Diccionario Geographico, Estatístico, Chorográfico, Heráldico, Archeologico, Histórico, Biographico e Etymologico De Todas As Cidades, Villas E Freguezias de Portugal e de Grande Numero de Aldeias. Livraria Editora Tavares Cardoso & Irmão. Lisboa, 1874, Volume Primeiro, p.407.

3.2. – Residência Paroquial e Igreja – Está a “Rezidéncia paroquial e a igreja no meyo de quatro vezinhos que ficao pouco distantes della e de seus predios entre montes, hum chamado de S. Jorge, que fica da parte de Nascente, outro chamado monte da Báde que fica da parte do Norte: e tem esta freguezia dezanove aldeãs.

Hé orago desta freguezia S. Vicente Martir. E tém esta igreja quatro altares: o do altar mor, onde está collocada a imagem do Martir S. Vicente: dous collateraes, hum dos quaes fica ao lado direito, onde está collocada a imagem do Santo Nome cujo altar he do mesmo Santo Nome e a seus lados estão as imagens de Santo Antonio e de S. Jorge Martir e o outro altar que fica ao lado esquerdo he de Nossa Senhora do Rozario onde está collocada a sua imagem, cujo altar hé previligiado nos sabbados de cada semana com bulla que se reforma de sete em sete annos para os irmãos somente, por ter irmandade, eo outro altar fica ao lado esquerdo da igreja para a parte do Norte em huma nova capella novamente erecta e encorporada na mesma Igreja com arco que se fez na parede da mesma pela devoção e zello dos freguezes em cuja capella e altar está collocado o Santissimo Sacramento, e por cima huma veneravel imagem do Senhor Crucificado com a Invocação do Senhor dos Dezamparados aonde acóde muita gente em romaria quaze todos os Domingos e dias Santos com novenas e sem ellas.” 26

 

3.3. Capela de S. Jorge – “Tem huma capella, ou ermida, chamada de S. Jorge, no alto de hum monte chamado de S. Jorge, fora das aldeas mas perto da igreja em cujo altar está collocada a imagem do dito S. George Martir de cavállo e hé esta capella desta freguezia ou dos moradores della, que estão obrigados à fabrica, reparo e ornato della, a qual he vigiada pelo Ordinario, e seus visitadores. Fázem os freguezes festa ao dito S. George a vinte e trez de abril com missa cantada e sermão nesta igreja aonde está collocada a imagem do dito S. George Martir de pé no altar do Santo Nome como acima se declara no fim de cuja festa levão a imagem do dito santo em procissão á dita capella que está no alto domonte de S.Jorge aonde está outra imagem do dito santo de pé e ahi fica todo o dia até a noyte por haver romagem na dita capella somente no dito dia vinte e trez de Abril em que se festeja o dito santo e no dito monte de S. Jorge há feira de bois no dito dia tão somente que trazem seus donos em romaria ao dito santo pelo terem por advogado contra os males e doenças dos bois.”27

 

 

 

4 – Caíde

 

4. 1. - Localização – Fica esta terra «na Provincia de Entre Douro e Minho, do Arcebispado de Braga Primas, pertence a Comarca de Guimaraes e e a freguezia de Sam Pedro de Cahide de Rey, Concelho de Sta. Cruz de Ribatamega. Nam he terra de El Rey, mas sim he o senhor della o Conde Meyrinho Mor do Reyno aquem reconhecem alguns lavradores com foros e pensões; alem desse senhor he terra imprazada, a quem, digo, a differentes senhorios aquem pagam rendas, como he ao Convento de Mancellos dos Padres Dominicos e ao Convento de Travanca dos padres bentos. Esta freguezia esta situada no meyo de huma ribeyra, confina pella parte do Sul, e Nascente com hum monte, e estrada que vem da Villa de Arriffana do Souza, para o lugar da Lixa, e pela parte do Poente, e Norte com a freguezia de Meynedo do Bispado do Porto e com a freguezia de alentem Arcebispado de Braga e della se descobre hum valle que chega a freguesia de Mouris que tem em si duas legoas de comprido. E no alto do Monte pela parte do Nascente e Sul, parte com a com a freguezia de Sam Payo de Oliveyra deste Arcebispado, por Norte corre huma grande estrada que vem da Villa deSouza para o lugar da Lixa tem esta estrada coatro legoas de comprido e he aprazivel por ir avista do povo de hum parte, e do outra. Neste monte se criam levres, perdins e alguns coelhos. Nam tem termo seu, pertence ao concelho de Santa Cruz de Sima Tamega. Esta Parochia situada no meyo da freguesia entrelugares que sam os seguintes ’’Lugar de Barreyros’’, Pereyras, Sobreyra, Lage, Lama grande, Villaverde, Mouro, Cahide, Ortozello, Almeyda da quem, Almeyda da Lem,”28

 

4. 2. - Fogos.São Pedro de Caíde de Rei tinha em 1758 “duzentos, e doze vezinhos, pessoas mayores, e menores sete centos e des.”29

 

 

 

 

 

 

24 – COSTA, P. Antonio Carvalho Da – Corografia Portugueza e descripçam Topografia Do Famoso Reyno De Portugal, com as Noticias Das Fundações das Cidades, Villas, & Lugares, que contem, Varões illustres, …Typograpfia de Domingos Gonçalves Gouvea, Braga, Segunda Edição. 1868, p. 338.

25 – I. A. N./ T. T. – Dicionário Geográfico, 1758. Vol. 7, fl. 955 a 956.

26 – Idem, fl. 956 a 957.

27 – Idem, Ibidem, 957 a 958.

28 – I. A. N./ T. T. – Dicionário Geográfico, 1758. Vol.8, fl. 203.

29 – Idem.



publicado por José Carlos Silva às 16:24 | link do post | comentar

mais sobre mim
Agosto 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31



contador visitas en mi web
posts recentes

A festa em honra de Sant’...

Lousada Antiga

As capelas

Padre Joaquim António de ...

Feliz de Mendonça Baldaia...

Dote de casamento do Dr. ...

Casa D' Além-Romariz (Mei...

Casa D’ Além ou de Romari...

A coisa que mais me dói, ...

Doutor Joaquim Augusto da...

arquivos

Agosto 2015

Março 2015

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

tags

1910

a igreja de são vicente de boim

a igreja _alvarenga

a paróquia de boim: breve enquadramento

adcl_lodares_lousada

adeus

alferes

almotacé

alvarenga

alvarenga_lousada

anthero pacheco da silva moreira

antónio

anúncio

aparecida

artesanato

artigos

aveleda

bibliografia

boa noite

boim

boim_lousada

caíde

caíde_lousada

calvário

caminho _de_ ferro_ de_ penafiel _á_ lix

caminho_de_ferro

capela

capela da fonte - boim

capelas

capelas_ públicas_lousada

capelas_de_lousada

capitão

capitão_mor

cargos e profissões dos proprietários de

carta

casa

casa da bouça (nogueira)

casa da lama

casa da quintã

casa de monte sines

casa de sequeiros

casa de sequeiros - lodares

casa _ vilar_lodares_lousada

casamento - joaquim da silva netto com d

casa_da_lama_lodares_lousada

casa_de_real_ficha

casa_do_vilar

casa_vila _verde

collegio_de_bairros

concelho

couto

covas

cristelos

crónicas

cruzeios_lousada

cruzeiros

cruzeiros_lousada

da

de

despedidas

desporto

do

donativo

eleição

eleição_ abdicação

em 1907.

enlace

escola

festa

figueiras

i congresso internacional da rota do rom

igreja paroquial de cristelos / igreja d

igreja paroquial de figueiras / igreja d

igreja: stº estevão de barrosas

iii jornadas de história local

lodares

lodares_lousada

lousada

meinedo

memória

memória_paroquial

moinho

moinhos

nespereira

nevogilde

nogueira

nossa

padre

paisagem_edificada_lousada

política

ponte _de_ vilela

ponte_espindo

porto

quaresma

reverendo

romaria

rota_românico

senhora

títulos

universidade de coimbra

todas as tags

links
subscrever feeds