Segunda-feira, 16 de Agosto de 2010

A - Alvarenga

1758, Maio, 29

 I. A. N. T. T. Diccionario Geográfico. 1758, Vol. 3. fl.297 a 300.

 

José Álvares da Silva Reytor de Santa Maria de Alvarenga deste Arcebispado Primaz em comprimento do decreto do excelentíssimo senhor governador da corte, e cidade de Braga, responde aos interrogatórios a mim remetidos pelo mesmo senhor na forma e maneyra seguintes:

 

Resposta

 

1.ª - Em esta Provincia de entre Douro e Minho, do Arcebispado de Braga, comarqua de Guimaraes, concelho de Lousada, está cituada esta Igreja, e freguesia de Santa Maria de Alvarenga.

2.ª - Na comenda do Excelentíssimo Senhor Dom Pedro digníssimo Marquês de Angeja: de prezente apresentada por cordura pelo Sereníssimo Senhor Dom José, que Deos tem em gloria.

3.ª - Está cituada na cabeceyra de hum vale, depois de hum monte, donde se descobrem várias freguesias para a parte do Nascente, ah distância de duas legoas pouco mais ou menos com interposições de alguns montes, com seus altos e bayxos, e terras de cultura, e incultas.

4.ª - Tem quarenta e dois fogos, e pessoas de hum e outro sexo, cento e quarenta e duas de uso da razão.

5.ª - Não tem termo sensus domine. Consta de doze lugares a saber: Igreja, Cavovilla, Alem, Bayrro, Bouça, Cunha, Costa, Rabada, Feyra, Herdade, Carris, Casatermo. Algunas destas aldeias constam de hum so cazal; seus limites partem do Norte a Nascente com a freguesia de Santa Margarida, Sam Miguel e Sam João de Macieira, e do Sul com Santa Crystina de Nogueira; e do Poente em Sam Miguel de Silvares, do poente para o Norte com o monte que caminha para a Serra do Casendo.

6.ª - Esta cituada a Parochia e Igreja ao pe do monte, na cabeceyra da freguesia, antes o lugar de Cavovilla, e o de Alem, como vay declarado no quinto interrogatorio e resposta desta.

7.º - O orago desta Igreja e freguesia he a dulcissima nome de Santa Maria que se festeja nesta Igreja no dia oitavo de Setembro, festa de sua natevidade, algum dia me consta se festejava nesse dia a sua Purificação do mês de Setembro. Tem esta Igreja tres altares, o Mayor em que esta colocada a Imagem Purissima Padroeyra Santa Maria e nesta o Martir Sam Sebastião. Tem esta Igreja duas Confrarias, huma da Senhora do Rosario fundada no altar colateral da mesma Senhora, fica esta para a parte de entre poente e Norte; outra do Menino Deos, fundada no outro altar colateral dedicado ao mesmo Menino Deos, e fica para a parte do Sul; fazendo as festas destas confrarias, a do Menino Deos dia do seu santo nascimento, ou das oitavas; a da Senhora a oyto de Setembro, uniforme; e junto com a da Padroeira; nenhuma destas Confrarias tem rendimentos mais que as esmolas que pedem os oficiais nesta freguesia para sua conservação e culto.

8.º É reitoria de apresentação ordinaria como dito fica na reposta do segundo interrogatorio, de lemitados rendimentos porque a congrua he lemitada e o pé do altar muyto tenue porque os moradores são poucos como consta reposta ao quarto interrogatorio; os paçais também limitados, por cuja resão vive o Reytor em consternação de pobreza, como eu experimento comprando todos os annos pão e vinho, para minha sustentação; mas dou louvores a Deos e a Maria Santissima, a cujo culto e veneração sacrifico todos os meus desejos.

9.º - 10 - 11 e 12 não tenho que relatar.

13.º - Tem esta freguesia duas capellas; huma de Sam Lourenço cita no lugar de Baixo, fora do lugar, entre huma deveza de carvalhos e castanheiros, he do povo, não tem rendimentos alguns. Tributacelhe o seu culto e veneração no seu dia a dez de Agosto tendo de esmolas que dao os moradores desta freguesia; nella se fazem alguns clamores desta freguesia; foi antigamente grande romagem, no secullo presente só os da freguesia e poucos de fora acodem a sua veneração. Ha outra capella de Sam Roque que algum dia estava cituada o pé do cruzeiro desta Igreja, em bom lugar, e proporcionando o seu culto e veneração e hera Comum para veneração do povo, e hoje se acha no lugar de Bayrro em casa particular que de presente domina Manoel Henriques Peixoto morador na freguesia de Santa Margarida vesinha desta. Tem esta capela sinco medidas para fabrica; não se festeja nem  o culto  vão fazer  evocando os moradores porque esta sempre fichada , e muito dyslaxada de fabrica de presente.

14.º - As romagens destas imagens se acabarao, só se conserva a de Sam Lourenço no seu dia próprio, e alguns dias que lá vão os clamores mas com deminuição de concurso.

15.º - Os frutos desta terra que colhem os moradores della em major abundancia  he milho e senteio, algum milho e pouco painço, vinho verde e moderado, que tudo se gasta na terra e alguns annos com bastante tributação dos que colhem pouco ou nenhum.

16.º - Tem Juiz ordinário e Camera, cujo tribunal esta cito no lugar do Torrão, freguesia de Silvares, em subordinação e ouvidoria da villa de Barcellos.

 17.º, 18.º e 19.º – Não tenho que declarar porque he terra piquena e não relaciona patrícios que tenham merecimentos em virtudes, armas nem letras.

20.º - Tem, ou servece do correio que vai nas quintas feiras de Basto para o Porto, e vem do Porto nos domingos e passa pela estrada entre os limites desta freguesia e santa Crystina de Nogueira

21.º Dista esta freguesia da cidade de Braga cabeça deste Arcebispado Primaz seis legoas, e da cidade de Lisboa, cabeça deste sempre leal e fidelíssimo Reyno de Portugal sincoenta legoas pouco mais ou menos.

22.º - Dizem que goza de privilégios da Sereníssima Casa de Bragança.

23.º - Tem varias fontes de cristalinas agoas, com virtude natural mas nellas não se conhece especialidade digna de relação.

24.º e 25.º -  Não tenho que relatar ex de fecta materia.

26.º - Não padeceo ruína alguma nos terramotos mais do que o formidavel tremor que avanava igrejas, casas e toda a terra; que parecia que se aruinava tudo, mas a divina providencia e Maria Santíssima a quem recorremos he depreca suspendeo toda a ruina.

Aos mais interrogatorios não tenho que dizer porque nos limites desta freguesia não há rios, castelos, nem serras, nem couza algum a mais compreendida nos interrogatorios, nem fora de si digna de relação, pello que remeto a relação do meu limitado discurso ao juízo de meus prudentes vesinhos, somente direi o que sinto ares peito da serra chamado do Calvello que suposto fica entre os limites de outras freguesias, tem esta nella suas entradas e sahidas com liberdade de montear e cortar mato; esta he de natureza fragosa e os matos são piquenos a que ovulgo chama queyro, alguns carqueja, mas pouco nelles se criao algumas raposas, lebres e perdizes mas tudo em pouca quantidades, ou pello defeito da criacaõ ou por a conservaçaõ dos viventes felinos que nella havitaõ. (…).

Os Reverendos Parochos mais vesinhos são o Reverendo Abbade de Santa Margarida, o Reverendo Reytor de Santa Cristina, o Reverendo  Vigario de Silvares aos quais Rogo  a que assinem comigo este toscano e limitado discurso que devia ser proporcionado ao intento de quem pede e manda, mas bem se mostra  a pouca agelidade  das minhas potencias, e conturbação de meu e mim, justa ertrud animus conturbatus  aptus ad exequendum suum munus.

Em S. Maria de Alvarenga hoje de Maio 29 de 1758. O Reytor José Alvares da Silva Moreira, Abbade João de Beça Teixeira, Vigario Manuel António, de Santa Chistina de Nogueira, Parocho vesinho de Santa Maria de Alvarenga.

 

In Tese de Mestrado: A casa nobre no concelho de lousada



publicado por José Carlos Silva às 18:46 | link do post | comentar

mais sobre mim
Agosto 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31



contador visitas en mi web
posts recentes

A festa em honra de Sant’...

Lousada Antiga

As capelas

Padre Joaquim António de ...

Feliz de Mendonça Baldaia...

Dote de casamento do Dr. ...

Casa D' Além-Romariz (Mei...

Casa D’ Além ou de Romari...

A coisa que mais me dói, ...

Doutor Joaquim Augusto da...

arquivos

Agosto 2015

Março 2015

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

tags

1910

a igreja de são vicente de boim

a igreja _alvarenga

a paróquia de boim: breve enquadramento

adcl_lodares_lousada

adeus

alferes

almotacé

alvarenga

alvarenga_lousada

anthero pacheco da silva moreira

antónio

anúncio

aparecida

artesanato

artigos

aveleda

bibliografia

boa noite

boim

boim_lousada

caíde

caíde_lousada

calvário

caminho _de_ ferro_ de_ penafiel _á_ lix

caminho_de_ferro

capela

capela da fonte - boim

capelas

capelas_ públicas_lousada

capelas_de_lousada

capitão

capitão_mor

cargos e profissões dos proprietários de

carta

casa

casa da bouça (nogueira)

casa da lama

casa da quintã

casa de monte sines

casa de sequeiros

casa de sequeiros - lodares

casa _ vilar_lodares_lousada

casamento - joaquim da silva netto com d

casa_da_lama_lodares_lousada

casa_de_real_ficha

casa_do_vilar

casa_vila _verde

collegio_de_bairros

concelho

couto

covas

cristelos

crónicas

cruzeios_lousada

cruzeiros

cruzeiros_lousada

da

de

despedidas

desporto

do

donativo

eleição

eleição_ abdicação

em 1907.

enlace

escola

festa

figueiras

i congresso internacional da rota do rom

igreja paroquial de cristelos / igreja d

igreja paroquial de figueiras / igreja d

igreja: stº estevão de barrosas

iii jornadas de história local

lodares

lodares_lousada

lousada

meinedo

memória

memória_paroquial

moinho

moinhos

nespereira

nevogilde

nogueira

nossa

padre

paisagem_edificada_lousada

política

ponte _de_ vilela

ponte_espindo

porto

quaresma

reverendo

romaria

rota_românico

senhora

títulos

universidade de coimbra

todas as tags

links
subscrever feeds