Domingo, 22 de Agosto de 2010

Cristelos

1758, Abril, 14

                        I. A. N. T. T. Diccionario Geográfico. 1758, Vol. 11. fl.219 a 2171.

 

O Padre Manoel Nunes Netto encomendado da Parochia da Igreja de

Santo Andre de Christellos, commarca de Penafiel do Bispado do Porto, satisfazendo a ordem do muito excelentissimo e Reverendissimo senhor Dom Prior Antonio de Tavora por merce de Deos, e da Santa Sé Appostolica Bispo desse Bispado do Porto.

E junto com a dita ordem hum papel com seus interrogatorios escryptos

em letra redonda, que tudo receby em dous do mes de Março passado do prezente anno de mil e sete centos e sincoenta e oito annos, ao qual papel, e interrogatorios dou conta na forma seguinte:

1º. - Esta freguezia de Santo Andre de Christellos esta cituada na Província de entre Douro, e Minho, commarca de Penafiel, do Bispado do Porto, concelho de Louzada.

2º. - He o dito concelho de Louzada da serenissima caza do estado de Bragança que he da senhora princesa, filha primogenita de sua majestade fidelíssima que Deos guarde por muitos annos.

3º. - Tem oitenta e nove vezinhos e trezentas e dezoito pessoas entre mayores, e menores.

4º. - Está cituada em hum valle, e tem alguns montes piquenos, e de pouca entidade, e se descobre desta freguezia a villa de Arrifana de Souza que dista huma grande legoa.

5º. - Consta esta freguezia de moradias vezinhas com separacao, que dividem os predios de cada morador.

6º. - Esta a igreja e rezidencia Parochial, e paçal della solitariamente quazi fora da freguezia para a parte do Norte sem morador, nem vezinho dentro do pacal, e o vezinho que tem propinquo a igreja e rezidencia dista tres tiros de espingarda. Tem as aldeas seguintes. Aldea chamada da Lagoa, Agro do Favo, Aldea do Crasto, Aldea de Bayxo, Aldea da Costa, Aldea do Barreyro, Aldea do Burgo, Aldea de Marecos.

7º. - He orago, e padroeyro desta freguezia Santo Andre Apostollo, e está ai sua imagem colocada no altar da cappella mor e tem esta igreja quatro altares collaterais, tem o altar mor as imagens seguintes: (…) Santo André apostolo padroeyro, a imagem do Santo Christo, Ecce homo, a imagem do Santo Christo prezo a columna, a imagem do Senhor Recuscitado, a imagem do Senhor dos Passos com a Crus as costas, a imagem de Nossa Senhora do Pillar, a imagem de Nossa Senhora da Lapa, a imagem de Nossa Senhora, com menino Jesus, e Santa Anna, com o Santissimo Sacramento no seu Sacrario do Viatico. Tem o altar colateral que fica amam direyta a imagem de Santo Antonio, e a imagem de Sam Sebastiam e a imagem de Sam Roque. Tem o altar colateral que fica amam esquerdaa imagem do Menino Jesus; tem altar daparte direyta junto a porta travessa a imagem do Senhor Crucificado. O outro altar que fica para parte esquerda he da irmandade das Almas, que corresponde com o do Senhor Crucificado, o qual altar tem as almas pintadas, e nam tem Ima-gem alguma. Nam tem naves. Tem Irmandade leygal com estatutos eclesiasticos, que se festeja annualmente em dia de Santo Andre seu padroeyro.

8º. - O Parocho he abbade, he alternativa a aprezentaçam a saber sua santidade, o senhor ordinario do mesmo bispado, e os religiosos de Santo Agostinho do convento de Nossa Senhora do Pillar da Serra da Cidade do Porto, e rendera annualmente quatro centos e sincoenta para quinhentos mil reis.

Ao nono, decimo, undecimo, e duodecimo nam ha que dizer.

13º. - Tem esta freguezia tres cappellas a saber, huma de Nossa Senhora da Conceyçam, cita na Aldea de Bayxo e he de toda a freguezia, em que se acha huma confraria da mesma Senhora, que a sustenta e repara. E a outra de Nossa Senhora do Loreto, Com a imagem da mesma Senhora cita no monte chamado laboreyros de que he administrador o Reverendo abbade desta freguezia e a outra cita na quinta da Ribeyra com ofrenda de Sam Joze dequem he administrador a caza da mesma quinta da Ribeyra. Tem as imagens seguintes a saber sam Joze Padroeyro, de Senhora do Bom Sussesso, Sam Bento, Sam Bernardo Santa Umbelina, ou Humelina.

Ao decimo quarto nam ha que dizer.

15º. - Os frutos da terra, que os lavradores recolhem com mayor abundancia he milho grosso, chamado milham, e vinhos verdes, chamados de enforcado, e dos mais frutos como he milho branco miudo, centeyo, e painso, e trigo pouco e tambem recolhem feijoens brancos, pretos, pardos e fradinhos a que chamam galegos.

16.º- Esta sugeita ao juiz ordinario deste concelho de Louzada. Ao decimo septimo, ao decimo oitavo, decimo nono nam ha que dizer.

20º. - Se serve do correyo da Villa de Arrifana de Souza, que dista huma legoa.

21º. - Dista esta freguezia daqui a cidade capital do Bispado chamado do Porto seis legoas, e a capital do reyno chamada Lisboa sesenta legoas.

Ao vigesimo segundo, vigesimo tercio, vigesimo quarto, vigésimo quinto nada.

26º. - Nam ouve nesta freguezia ruina de consideracam com o terramoto da terra, tam somente cahiram as bollas de pedra das piramidas do campanayro dos sinos, que pezavam tres arrobas cada huma, e ainda se lhe nam puzeram.

Ao vigesimo septimo nam ha que dizer.

Na segunda parte nam tenho que informar senam o seguinte.

1.º - Está esta freguezia cituada em hum valle entre sinco montes de pouca entidade a saber o monte de Laboreyros, o monte de Pensucos, o monte do Urjal, o monte de Sam Domingos, o monte da Costa. Entre estes montes he que os lavradores tem os seus predios e agriculturas.

 Ao segundo, tercio, quarto, quinto, sexto, septimo, oitavo, nono nam tenho que informar.

10.º - A qualidade do temperamento da serra he frio, e humido.

11.º - Há creaçam de gados meudos, como sam ovelhas, e porcos e galinhas.do duodecimo, e do decimo tercio nam tenho que informar.

Rio

1.º - Corre por esta freguezia do Nascente para o Poente hum lemitado regato, que tem seu principio na Serra chamada do Calvello da freguezia de Sam Miguel de Sylvares vezinha desta do Arcebispado de Braga chamado o regato do funtam, o qual se mete no Rio chamado Mezio, tera de comprido, meya legoa.

2º. Nasce o dito regato na serra do Calvello em varyas fontes, que a poucos passos moem digo passos moy hum muinho, no tempo do inverno quando ha muitas agoas corre caudelozo, e no tempo do veram seca em pastos, por lhe suranfarem as agoas para regarem os frutos, e tem algumas arvores nos prados que estam vindo ao mesmo regato.

E de todos os mais interrogatorios constantes nesta terceyra parte nam tenho que informar, nem acho couza censial que possa dizer, o que tudo passa na verdade. Santo Andre de Chritellos 14 de Abril de 1758. O Encommendado o Padre Manoel Nunes Neto.



publicado por José Carlos Silva às 20:08 | link do post | comentar

mais sobre mim
Agosto 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31



contador visitas en mi web
posts recentes

A festa em honra de Sant’...

Lousada Antiga

As capelas

Padre Joaquim António de ...

Feliz de Mendonça Baldaia...

Dote de casamento do Dr. ...

Casa D' Além-Romariz (Mei...

Casa D’ Além ou de Romari...

A coisa que mais me dói, ...

Doutor Joaquim Augusto da...

arquivos

Agosto 2015

Março 2015

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

tags

1910

a igreja de são vicente de boim

a igreja _alvarenga

a paróquia de boim: breve enquadramento

adcl_lodares_lousada

adeus

alferes

almotacé

alvarenga

alvarenga_lousada

anthero pacheco da silva moreira

antónio

anúncio

aparecida

artesanato

artigos

aveleda

bibliografia

boa noite

boim

boim_lousada

caíde

caíde_lousada

calvário

caminho _de_ ferro_ de_ penafiel _á_ lix

caminho_de_ferro

capela

capela da fonte - boim

capelas

capelas_ públicas_lousada

capelas_de_lousada

capitão

capitão_mor

cargos e profissões dos proprietários de

carta

casa

casa da bouça (nogueira)

casa da lama

casa da quintã

casa de monte sines

casa de sequeiros

casa de sequeiros - lodares

casa _ vilar_lodares_lousada

casamento - joaquim da silva netto com d

casa_da_lama_lodares_lousada

casa_de_real_ficha

casa_do_vilar

casa_vila _verde

collegio_de_bairros

concelho

couto

covas

cristelos

crónicas

cruzeios_lousada

cruzeiros

cruzeiros_lousada

da

de

despedidas

desporto

do

donativo

eleição

eleição_ abdicação

em 1907.

enlace

escola

festa

figueiras

i congresso internacional da rota do rom

igreja paroquial de cristelos / igreja d

igreja paroquial de figueiras / igreja d

igreja: stº estevão de barrosas

iii jornadas de história local

lodares

lodares_lousada

lousada

meinedo

memória

memória_paroquial

moinho

moinhos

nespereira

nevogilde

nogueira

nossa

padre

paisagem_edificada_lousada

política

ponte _de_ vilela

ponte_espindo

porto

quaresma

reverendo

romaria

rota_românico

senhora

títulos

universidade de coimbra

todas as tags

links
subscrever feeds