Sexta-feira, 24 de Setembro de 2010

          1758, Abril, 20

           I. A. N. T. T. - Diccionario Geográfico. 1758, Vol.42. fl.111 a 122.

 

Respostas do parocho de São verissimo de Nevogilde da comarca de penafiel deste Bispado do Porto aos interrogatorios que constão do papel junto com observancia da ordem do excelentissimo e ilustríssimo senhor bispo do mesmo bispado.

1.º - Ao primeyro interrogatorio respondo que esta freguezia está na provincia do Minho, e he do bispado do Porto, comarca e termo da mesma cidade.

2. º - Ao segundo respondo que he terra de el-rey: excepto hum lugar chamado Lagoas pertencente a mesma freguezia e cito da parte do concelho de Louzada termo da vila de Barcellos, terra e jurisdição de serenissima caza de Bragança.

3º - Ao terçeiro respondo, que tem esta freguezia cento e quarenta vezinhos; e quatrocentos e setenta e oito pessoas entre maiores e menores.

4.º - Ao coarto respondo, que esta freguezia se acha situada ao pe de huma pequena serra chamada de SanTiago; e na ribeira denominada de São Christovão dos Milagres. Da rizidencia da mesma freguezia se avistão as povoaçomes da freguezia de São Miguel de Bustello, que ficão em distancia de meia legoa, as de Santa Marinha de Lodares que ficão em distancia de hum coarto de legoa: as de São João de Nespereyra: Santo Andre de Christellos: São Payo de Cazaes: E São Miguel de Beire as coais coatro povoacomes, e freguezias ficão contíguas a esta por modo de circuito; e são do mesmo Bispado do Porto. Tambem desta rezidencia se avista e descobre a Vila de Arrifana de Souza, que fica em distancia de huma legoa eno mesmo Bispado.

5.º - Ao quinto respondo que não tem esta freguezia termo seu, e consta de trinta e dous lugares, que vem a ser Ay do Monte, Vinhaes, Barrimao, Carvalhal, Peso, Lama, Bouça, Lavandeira, Lagoas, Campo, Orge, Juzam, Retoeyra, Covilham, Penedo, Passos, Vale, Perrixil, Presas, Afreita, Carreiro, Vinhas, Frementôes, Costa, Pumar, Nogueyra, Monte, Caselha, Vinha dona, Outeyro, Barreiro, Remanga: Com declaração porem que o lugar do Aydo Monte tem hum so morador, Vinhais sinco, Barrimao coatro, Carvalhal hum, Peso seis, Lama seis, Bouça dous, Lavandeira hum, Lagoas vinte e oito, Campo coatro, Orge sinco, Juzam hum, Retueyra hum, Covilhâm coatro, Penedo vinte, Passos sete, Vale dous, Perrixil dous, Presa sinco, Afreita coatro, Carreyro coatro, Vinhas hum, Fermentamos hum, Costa sete, Pumar hum, Nugueyra dous, Monte sinco, Caselha dous, Vinha dona trez, Outeyro hum, Barreiro tres, Remanga hum, que todos somão os cento e quareta da resposta ao terceiro interrogatorio.

6. º -  Ao seisto respondo que a rezidencia desta parochia e sua igreja estâ fora do lugar povoado mas em pouca distancia dos lugares da Caselha, Barreiro, barrimao, Aydo Monte, que todos lhe fazem cerco em distancia de hum tiro de espingarda

7.º - Ao setimo respondo que o padroeiro desta igreja he São Virissimo e tem a mesma igreja tres altares: no altar maior se acha colocada a imagem do santo padroeiro; Santa Anna, e o Minino Jesus; em hum dos altares colaterais se acha colocada a imagem de São Gonçallo, e se denomina o altar do mesmo santo: e em outro se acha colocada a sagrada imagem de christo pregado na Cruz, e se denumina este altar do Santo Nome de Jesus: he a mesma Igreja de huma só nave e nella há duas irmandades, huma da confraria geral do Sub-Sino, e outra do Santo Nome de Jesus.

8.º - Ao oitavo respondo, que esta parochia he abbadia e a sua aprezentação he do senhor ordinario deste bispado, se bem que ao prezente pende litigio entre os religiozos Bentos de Santa Maria de ponbeiro do Arcebispado de Braga, e a excelentissima mitra deste bispado sobre o padroado della: custuma render hum anno por outro coatro centos mil reis de fructus certos e incertos.

9.º - Ao nono que náo tem beneficiados.

10.º - Ao decimo que náo tem conventos.

11. º - Ao undecimo respondo que náo tem hospital.

12.º - Ao duodecimo respondo que náo tem Caza de Meziricordia.

13.º - Ao decimo terceiro respondo que tem coatro ermidas, huma da Senhora da Ajuda, que he da freguezia, cita entre o lugar da Lavandeira e Lama: tem dous altares, o maior da mesma Senhora e o colateral de Santo Amaro: tem mais huma irmida de santa Anna com hum so altar cita no lugar de Lagoas, e he particular do Padre Manoel Ribeyro da Silva: Outra Ermida no lugar do Campo com hum só altar de nosa Senhora do bom Suceso que he particular de hum brazileiro por nome Mauricio Pinto Nogueyra: outra Ermida no lugar da Afreita com hum so altar da Senhora da Conceisão, he particular do lecenciado Antonio Simas do Couto.

14. º - Ao desimo coarto respondo que no dia quinze de Janeyro se festeja na sobredita ermida da Senhora da Ajuda a imagem do Senhor Santo Amaro e no mesmo dia concorre bastante povo da freguezia e vizinhanosas a fazerlhe romage: sendo a festevidade a custa dos offeciaes da confraria do mesmo santo: E no dia vinte e sinco de Março e quinze de Agosto de cada anno se festeja tambem na mesma capella a imagem da Senhora pellos officiaes da sua confraria a cujas festevidades tambem concorre o povo da freguezia, e algumas pessoas das vezinhas; e há na sobredita ermida as duas confrarias mencionadas da Senhora da Ajuda e de Santo Amaro.

15.º - Ao decimo quinto respondo que os fructos desta terra com maior abundancia he milho graudo, a que vulgarmente se chama milham, painso, feijâo, centeio, e vinho verde; e tambem algum milho meudo; mas todos estes fructos bem necesarios para o sustento do povo desta terra por ser munto.

16.º - Ao decimo seisto respondo que náo tem esta freguezia juis ordinario, e pertence ao julgado do juis de fora da cidade do Porto, e corregedor do cenado da corte da mesma cidade nas causas civeis: e nas criminaes ao juis do crime e corregedor do crime da mesma cidade. Sendo juis nas execucomes da terra o ouvidor deste concelho de Aguiar de Souza, o qual tambem julgava athé hum cruzado sumariamente sem estrepito judicial; servindo juntamentede almoçate no mesmo concelho; e he a nomeasão do dito ouvidor do cenado da comarca da cidade do Porto.

17. º - Ao decimo setimo respondo, que náo he esta freguezia cabesa de concelho; mas sim se acha no de Aguiar de Souza termo do Porto; excepto o lugar de Lagoas, que fica da outra parte do Rio Mesio cuja terra he do concelho de Louzada termo da villa de Barcellos e a Jurisdição da serenissima caza de Bragansa.

18.º - Ao decimo oitavo respondo que náo consta tenháo havido nesta freguezia homens insignes em letras nem armas.

19. º - Ao decimo nono respondo que náo tem feyra.

20.º - Ao vigesimo respondo que náo tem correio, e usa do da villa de Arrifana de Souza que fica distante huma legoa.

21.º - Ao vigesimo primeiro respondo que dista esta freguezia da cidade do Porto capital do bispado sinco legoas, e da de Lisboa capital do reyno sincoenta e sinco.

22.º- Ao vigesimo segundo respondo que náo tem privilegios nem antiguidades, ou outras algumas cousas dignas de memoria.

23.º - Ao vigesimo terceyro respondo que náo tem Pontes nem lagoa celebre; porque suposto he fertil de agoas, em nenhuma dellas se tem descuberto virtude rara ou qualidade especial.

24. º - Ao vigesimo coarto respondo que náo tem porto de mar.

25.º - Ao vigesimo quinto que náo he murada.

26. º - Ao vigesimo Seisto que náo padeceo ruína no terremoto do anno de mil e sete sentos e sincoenta e seis.

 

 Respostas aos emterrogatorios da serra.

 

1.º - Ao primeyro respondo que se acha esta freguezia contigua pella parte do Nascente a sobredita serra de Sam Thiago, a qual tem de comprimento de Norte a Sul pouco mais ou menos meia legoa; e de largura de Nascente para o poente hum coarto; pouco mais ou menos, principia em a freguezia de Sobroza, e acaba o seu cume em a de Figueiras ambos deste bispado; sempre se denominou a serra de SanThiago.

3. º - Ao terceiro respondo que náo tem brasos.

4. º - Ao coarto respondo que náo nascem nela rios mas augmentace o Mezio com algumas agoas que da mesma manam.

5.º - Ao quinto respondo que náo tem villas; mas so sim o pequeno lugar de SanThiago.

6. º - Ao seisto respondo que náo tem fontes de propriedades raras.

7. º - Ao setimo respondo que náo tem minas de metaes ou outra alguma cousa de estimasáo digna; so sim he abundante de pedra de cantaria; porem groceira.

8. º - Ao oitavo respondo que náo tem plantas, nem ervas medesinaes: e tambem se náo cultiva.

9.º - Ao nono respondo que náo tem mosteyros; mas sim a sobredita cappella de SanThiago naqual cappella se acha colocada huma imagem de christo crucificado que fas bastantes milagres.

10.º - Ao decimo respondo que he a dita serra, conforme a experiencia que ha, de qualidade fria e humida.

11.º- Ao undecimo respondo que se crião nella algumas perdizes, lebres, coelhos mas em pouca quantidade.

12. º - Ao decimo segundo respondo que náo tem lagoa nem fojo notavel; mas sim tam somente varios aqueductus, e huma fonte  junto da cappella de SanThiago com agoa subjacente em todo o anno; em grande  quantidade.

 

Respostas do rio

 

1.º - Ao primeyro respondo que corre pellas beiras desta freguezia junto do lugar de Lagoas hum rio chamado Mezio o qual tem seu principio no pe da serra e montes de Barrosas e se augmenta com a fonte que nasce em São Chistovão dos milagres da freguezia de Santa Maria de Louzada do Arcebispado de Braga, de forma que ja na dita freguezia, a maior parte do anno moem muinhos varios, que ha na dita freguezia, e seguidos huns aos outros.

2.º - Ao segundo respondo que he deminuto no seu nascimento e corre todo o anno, mas no tempo de veráo em alguns annos em táo limitado agoeiro que muntas vezes se pasa a pe enxuto.

3.º - Ao terceiro respondo que náo entráo outros rios nelle mas com varios aqueductus que nascem nos citios vezinhos a sua corrente, e se vay augmentando athe que se chega a constithuir hum pequeno rio.

4.º - Ao quarto que náo he navegavel.

5.º - Ao quinto respondo que he de curso frouxo, e pasifico em toda a sua distancia.

6.º - Ao seisto respondo que corre de Norte a Sul.

7.º - Ao setimo respondo que cria peixes aque chamáo escallos, bogas, trutas, e enguias e a maior quantidade he de escallos e bogas, e todo o referido peixe de gosto especial mas pela falta de agoas no tempo de veráo mumqua chega a exceder o seu tamanho de dous palmos.

8.º - Ao oitavo respondo que se fazem nelle pescarias em todo o anno excepto nos meses de Marso, Abril e Mayo, nos coaes meses so se pesca a cana com anzol.

9º. - Ao nono respondo que sáo as pescarias livres em todo o rio.

10º. - Ao desimo respondo que se cultiváo as suas margens e com a agoa delle se fertilizáo; criamse nas suas beiras varias arbores de castanheiros, carvalhos, amieyros, e salgueiros e ao pe de quazi todas vides plantadas que produzem vinho verde.

11º. - Ao decimo primeiro que náo consta tenháo as suas agoas virtude alguma particullar.

12º. - Ao decimo segundo respondo que conserva o mesmo nome desde o principio e onde he o fim, e não consta que em tempo algum tivesse outro nome.

13.º - Ao decimo terceiro respondo que fenece no rio Souza e no lugar chamado de Azevedo entre as freguezias de Arrifana e Bitaraens.

14.º - Ao decimo coarto respondo que tem varias levadas nas quais se repreza a agoa pera os lavradores que pusuem terras contíguas regarem esta

15.º- Ao decimo quinto respondo que nesta freguezia tem duas pontes, huma de cantaria cita no lugar das Lagoas, denuminada comuamente a ponte de Lagoas, e tem outra depois no lugar de Trebelhe que so serve para de pe.

16.º - Ao decimo seisto respondo que nesta freguezia tem tam somente este rio, duas levadas, e em cada huma dellas duas rodas de muinhos.

17.º - Ao decimo septimo respondo que não consta em tempo algum nelle sahice ouro, nem outra alguma qualidade de metal.

18.º - Ao decimo oitavo respondo que os povos que tem terras contiguas ao mesmo rio uzão livremente de suas agoas, tendo comudidade de extrahillas e não cauzando prejuizo as terras de seus vezinhos.

19.º - Ao decimo nono respondo que tem duas legoas de cumprimento, pouco mais ou menos, e passa por povoasones da freguezia de Sousella e São João de Covas do Arcebispado de Braga, pela de Santa Eulalia do excento de Malta; pellas de Chrystellos, São Payo de Casaes, Nevogilde, Beire, Bitaranes; todas deste Bispado do Porto; e náo me consta que nesta terra o rio, e serra haja mais couza alguma digna de memoria. He o que na verdade pude alcansar e responder aos interrogatorios do papel junto. Sáo Virissimo de Nevogilde e de Abril vinte, de mil sete centos e sincoenta e oito, Manoel de Sousa da Silva, abbade de Novejilde.

 



publicado por José Carlos Silva às 21:08 | link do post | comentar

mais sobre mim
Agosto 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31



contador visitas en mi web
posts recentes

A festa em honra de Sant’...

Lousada Antiga

As capelas

Padre Joaquim António de ...

Feliz de Mendonça Baldaia...

Dote de casamento do Dr. ...

Casa D' Além-Romariz (Mei...

Casa D’ Além ou de Romari...

A coisa que mais me dói, ...

Doutor Joaquim Augusto da...

arquivos

Agosto 2015

Março 2015

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

tags

1910

a igreja de são vicente de boim

a igreja _alvarenga

a paróquia de boim: breve enquadramento

adcl_lodares_lousada

adeus

alferes

almotacé

alvarenga

alvarenga_lousada

anthero pacheco da silva moreira

antónio

anúncio

aparecida

artesanato

artigos

aveleda

bibliografia

boa noite

boim

boim_lousada

caíde

caíde_lousada

calvário

caminho _de_ ferro_ de_ penafiel _á_ lix

caminho_de_ferro

capela

capela da fonte - boim

capelas

capelas_ públicas_lousada

capelas_de_lousada

capitão

capitão_mor

cargos e profissões dos proprietários de

carta

casa

casa da bouça (nogueira)

casa da lama

casa da quintã

casa de monte sines

casa de sequeiros

casa de sequeiros - lodares

casa _ vilar_lodares_lousada

casamento - joaquim da silva netto com d

casa_da_lama_lodares_lousada

casa_de_real_ficha

casa_do_vilar

casa_vila _verde

collegio_de_bairros

concelho

couto

covas

cristelos

crónicas

cruzeios_lousada

cruzeiros

cruzeiros_lousada

da

de

despedidas

desporto

do

donativo

eleição

eleição_ abdicação

em 1907.

enlace

escola

festa

figueiras

i congresso internacional da rota do rom

igreja paroquial de cristelos / igreja d

igreja paroquial de figueiras / igreja d

igreja: stº estevão de barrosas

iii jornadas de história local

lodares

lodares_lousada

lousada

meinedo

memória

memória_paroquial

moinho

moinhos

nespereira

nevogilde

nogueira

nossa

padre

paisagem_edificada_lousada

política

ponte _de_ vilela

ponte_espindo

porto

quaresma

reverendo

romaria

rota_românico

senhora

títulos

universidade de coimbra

todas as tags

links
subscrever feeds