Segunda-feira, 26.04.10

O sr. ministro das obras publicas, Cardoso Avelino, tem visitado com frequencia, as officinas dos caminhos de ferro do Minho e Douro, os tuneis e todos os trabalhos para a construção da ponte sobre o Douro.

A sua estada no Porto tem sido muito festejada.

Hontem chegou s. excª a Chaide, examinou o tunel da tapada e seguiu para cima, a observar todas as mais obras da linha.

(Transcrição feita à época)

Comércio de Penafiel, 24 de Junho de 1878, nº 19, p.3



publicado por José Carlos Silva às 22:16 | link do post | comentar

Sábado, 24.04.10

Nos finais do século XVI, a Quinta de Vila Verde pertencia a Martim Gonçalves de Sousa, e em 1636 sucedeu-lhe o seu filho António da Cruz e Sousa. D. Maria Barbosa e Sousa, casou com Simeão Pinto de Mesquita, que foi Capitão-Mor, Fidalgo da Casa Real e Capitão de Cavalos na Guerra da Independência, comandante de uma unidade de cavalaria de Trás-os-Montes na batalha de Montes Claros; seu filho, António Pinto Mesquita foi Cavaleiro Professo na Ordem de Cristo, Capitão de Auxiliares, que por sua vez casou a 20/4/1662, com D. Ângela de Seixas Pinheiro, senhora do Paço de Carvalhosa.386

      Em 1697 o Dr. Bernardo Pinto de Mesquita Barbosa foi baptizado em Caíde de Rei; mais tarde Bacharel pela Universidade de Coimbra e Capitão de Auxiliares do Terço do Porto, foi proprietário das casas do Paço da Carvalhosa. O seu filho Bernardo de Mesquita Pinto de Sousa de Magalhães Coelho, sucedeu-lhe na titularidade do Paço da Carvalhosa; nasceu a 16/11/1742, em Caíde e foi Capitão de Auxiliares. Fez grandes obras nesta casa, mandou construir a capela, e todo o corpo principal da casa.387 Em 1776 nasceu nesta casa Frei António de Mesquita, que viria a ser monge de S. Bernardo, Abade de Cister e Procurador-Geral da sua Ordem, primeiro em Lisboa e depois no Porto até 1834.388 O Capitão de Granadeiros no regimento de Milícias de Basto e Cadete de cavalaria em Chaves, Francisco de Sousa Pinto Mesquita e Magalhães, nasceu em 1770 e faleceu corria o ano de 1842; foi senhor desta e da casa de Diagares (Baião).389 Sucedeu-lhe o Dr. Simeão Pinto de Mesquita Carvalho de Magalhães, que nasceu em 1816 e faleceu em 1882; bacharel, formado em direito, foi Fidalgo da Casa Real, Comendador da Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa, Presidente da Câmara Municipal de Baião e senhor das casas Diagares, Paço de Carvalhosa e da Chieira que vendeu a seu primo e co-irmão António Pinto de Mesquita para comprar a quinta de Vale de Cunha, em Ancede (Baião).390

________________________________

385 - I. A. N. /T. T. Diccionario Geográfico.1758, vol. 8, fl. 208.

386 - AZEREDO, Francisco de - o. c., p. 85. Cf. FREITAS, Eugéneo de Andrea da Cunha e - o. c., p. 53. SILVA, António Lambert Pereira da - Nobres Casas de Portugal. Porto: Livraria Tavares Martins, [s/d], vol. II, 1986, p. 377; NÓBREGA, Artur Vaz-Osório - A Heráldica De Família No Concelho De Lousada Aditamento a “Pedras de Armas do Concelho de Lousada” (1959). Lousada: Edição da Câmara Municipal de Lousada. 1999, p. 137.

O Dr. António Pinto de Mesquita Carvalho de Magalhães, que nasceu em 1860, foi senhor da casa de Vila Verde por compra que fez a seu irmão Alexandre Pinto de Mesquita Carvalho de Magalhães, bacharel pela Universidade de Coimbra, advogado, Procurador à Junta Geral do Distrito do Porto, Vereador da Câmara do Porto e Governador Civil do Porto, e senhor da casa de Diagares.391 Seguiu-se-lhe o Dr. Simeão Pinto de Mesquita Carvalho de Magalhães, nascido em 1889, bacharel formado pela Universidade de Coimbra, do Partido Regenerador, advogado e deputado da Nação; foi vereador da Câmara Municipal do Porto e presidente do Conselho Distrital da Ordem dos Advogados deste distrito.392 Uma das figuras mais importantes do concelho de Lousada, e que pertenceu a esta casa, foi o general Luís Pinto de Mesquita Carvalho, falecido em 1913. Formou-se em matemática pela universidade de Coimbra, e foi um estratego militar, tendo em Abril de 1851 acompanhado o marechal Saldanha na revolta militar desse ano. Era um liberal. 393

Tipologicamente é uma casa quadrangular com capela destacada, que, da primitiva edificação quinhentista, aumentada em épocas posteriores, mantém a ala esquerda da residência, todo o lado Sul do alçado posterior e umas gárgulas.394A fachada principal, virada a Oeste, está dividida em três corpos. No corpo à esquerda, no rés-do-chão, há duas aberturas molduradas e gradeadas; no corpo central, setecentista,395 duas portadas com lintel curvilíneo, duas janelas de verga, e uma escadaria de dois lanços opostos, com balaústres.

________________________________

 

387 - SILVA, António Lambert Pereira da - o. c., p. 273. Cf. FREITAS, Eugéneo de Andrea da Cunha - o. c., p.55.

388 - SILVA, António Lambert Pereira da - o. c., p. 273. Cf. FREITAS, Eugéneo de Andrea da Cunha - o. c., p.55.

389 - SILVA, António Lambert Pereira da - o. c. 274. Cf. FREITAS, Eugéneo de Andrea da Cunha e - o. c., p.56; NÓBREGA, Artur Vaz- Osório - o. c., p. 106.

390 - SILVA, António Lambert Pereira da - o. c. 274. Cf. FREITAS, Eugéneo de Andrea da Cunha e - o. c., p. 106.

391 - SILVA, António Lambert Pereira da - o. c. 274. Cf. FREITAS, Eugéneo de Andrea da Cunha e - o. c., p. 56; NÓBREGA, Artur Vaz- Osório - o. c., p. 106.

392 - SILVA, António Lambert Pereira da - o. c., p.  275 - 276. Cf. FREITAS, Eugéneo de Andrea da Cunha e -  o. c., p. 58; NÓBREGA, Artur Vaz - Osório - o. c., p. 118.

 

 

 

 

 

O terceiro corpo, à direita, no torreão396 de três pisos,397 duas janelas de verga ladeiam uma portada. O corpo à esquerda, do andar nobre, mostra duas janelas de peitoril, e no corpo principal, ao centro, existe uma portada com lintel curvilíneo, ladeada por quatro janelas de verga; à face do beiral, há uma pequena mansarda com uma janela de peitoril em forma de trifólio. No corpo da direita, vê-se uma arcada tripla que abre para uma varanda recuada e larga, e o segundo andar, do torreão, apresenta duas janelas de verga.

No rés-do-chão, da fachada Sul, duas janelas de peitoril flanqueiam uma portada; no primeiro andar, no torreão, abre-se um arco de volta perfeita, e à direita, três janelas de verga. E o segundo andar é rasgado por duas janelas de verga.

A fachada Norte, possui, no rés-do-chão, uma portada, e no primeiro andar duas janelas de peitoril. O rés-do-chão, da fachada Este, evidencia uma janela de peitoril curvilíneo e uma portada moldurada, e no pano principal, no primeiro andar, duas janelas de peitoril, e duas portadas molduradas, enquanto o primeiro andar, à direita, conta com cinco janelas de sacada, encontrando-se três delas numa só sacada, e duas janelas de peitoril, à esquerda. No torreão, no rés-do-chão, há duas janelas de verga, vendo-se no primeiro andar, duas janelas de sacada sobrepujando cachorrada, e no segundo andar, duas janelas de verga.

A capela foi edificada na parte nascente do terreiro, defronte da casa, e uma escadaria leva-nos ao seu arco sineiro. Ao centro da fachada principal, ressalta um portal arquitravado com cornija e painel, ladeado por dois óculos moldurados, em forma de losango, encimado pela pedra de armas dos “Fonseca, Carvalho, Pinto e Monteiro,398  que por sua vez é ladeada por dois óculos moldurados. O frontão é triangular e sobrepuja-o uma cruz trilobada, que coroa uma base octogonal; as pilastras são coroadas por urnas fechadas. A fachada Oeste apresenta uma única abertura com lintel curvilíneo, enquanto que a única fachada rusticada se situa a Norte. Na fachada Este, interior do terreiro fronteiro à casa, deparamos com uma pequena sacristia, que apresenta umas escadas de um só lanço, com uma pia baptismal, do seu lado esquerdo, com portal moldurado e lintel curvilíneo, flanqueado por dois óculos moldurados. As pilastras são sobrelevadas por urnas fechadas. E a fachada Sul tem duas aberturas molduradas e gradeadas. No pano da fachada Este, vê-se uma portada e uma abertura com lintel curvilíneo.   

                                                                                                                        

________________________________

393 - SILVA, António Lambert Pereira da - o. c., p. 275. Cf. Deixou várias obras de referências: “A verdadeira situação militar de Portugal”, 1876; “O dolmem de Barroza”, 1898; “Estudos e Tácticas”, 1870, em dois volumes, entre outra vasta bibliografia. Cf. Lousada. Colectânea de Autores Locais. Lousada: Edição da Câmara Municipal de Lousada, vol. I, 2002, p. 89.

394 - SILVA, António Lambert Pereira da - o. c., p. 271.

395 - SILVA, António Lambert Pereira da - o. c., p. 271.

396- SILVA, António Lambert Pereira da - o. c., p. 271.

397 - Este torreão, um acrescento dos primeiros anos do século XX, é da autoria do arquitecto Manuel Castelo Branco, segundo os senhores desta casa. Cf. SILVA, António Lambert Pereira da - o. c., p. 271

398 - SILVA, António Lambert Pereira da - o. c., p. 271.Cf.  NÓBREGA, Artur Vaz- Osório - o. c., p. 106.

 

SILVA, José Carlos Ribeiro da Silva - A Casa Nobre No Concelho de Lousada, FLUP, 2007



publicado por José Carlos Silva às 17:59 | link do post | comentar

mais sobre mim
Agosto 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31



contador visitas en mi web
posts recentes

Caminho de Ferro do Douro...

Casa de Vila Verde

arquivos

Agosto 2015

Março 2015

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

tags

1910

a igreja de são vicente de boim

a igreja _alvarenga

a paróquia de boim: breve enquadramento

adcl_lodares_lousada

adeus

alferes

almotacé

alvarenga

alvarenga_lousada

anthero pacheco da silva moreira

antónio

anúncio

aparecida

artesanato

artigos

aveleda

bibliografia

boa noite

boim

boim_lousada

caíde

caíde_lousada

calvário

caminho _de_ ferro_ de_ penafiel _á_ lix

caminho_de_ferro

capela

capela da fonte - boim

capelas

capelas_ públicas_lousada

capelas_de_lousada

capitão

capitão_mor

cargos e profissões dos proprietários de

carta

casa

casa da bouça (nogueira)

casa da lama

casa da quintã

casa de monte sines

casa de sequeiros

casa de sequeiros - lodares

casa _ vilar_lodares_lousada

casamento - joaquim da silva netto com d

casa_da_lama_lodares_lousada

casa_de_real_ficha

casa_do_vilar

casa_vila _verde

collegio_de_bairros

concelho

couto

covas

cristelos

crónicas

cruzeios_lousada

cruzeiros

cruzeiros_lousada

da

de

despedidas

desporto

do

donativo

eleição

eleição_ abdicação

em 1907.

enlace

escola

festa

figueiras

i congresso internacional da rota do rom

igreja paroquial de cristelos / igreja d

igreja paroquial de figueiras / igreja d

igreja: stº estevão de barrosas

iii jornadas de história local

lodares

lodares_lousada

lousada

meinedo

memória

memória_paroquial

moinho

moinhos

nespereira

nevogilde

nogueira

nossa

padre

paisagem_edificada_lousada

política

ponte _de_ vilela

ponte_espindo

porto

quaresma

reverendo

romaria

rota_românico

senhora

títulos

universidade de coimbra

todas as tags

links
subscrever feeds