Sábado, 03.07.10

 O Cruzeiro do Cemitério

 

Encontra-se sensivelmente ao meio do Cemitério, sito no lugar da Igreja.

É propriedade da Junta de Freguesia de Lodares.

Construído em granito,  desconhecendo-se a data em que foi edificado.

Está em bom estado de conservação.

A cruz é quadrangular e assenta na base que, por sua vez, sobrepuja o pedestal. A haste vertical é mais alongada que a horizontal.

O pedestal é composto pela cornija e pelo dado cúbico.

A plataforma é quadrangular e tem dois degraus, um deles está parcialmente soterrado.

 

  O Primeiro Cruzeiro da Via-Crusis

  

Está colocado na Mata do Passal, em local elevado e sobranceiro, mesmo em frente à Igreja matriz.Este Cruzeiro é igual ao sexto da mesma Via-Crusis.

É propriedade da Igreja Católica.

Construído em granito e em data que se desconhece, tal como toda a Via-Crusis.

Está em razoável estado de conservação.

A cruz é latina, quadrangular e estriada. A haste vertical é mais alongada que a horizontal.

A cruz assenta na cornija.

O pedestal é composto pela cornija e pelo dado cúbico.

 

O Segundo Cruzeiro da Via-Crusis

  

Situa-se na mesma  Mata do Passal.

Este Cruzeiro é igual ao terceiro, quarto e quinto da mesma Via-Crusis.

Encontra-se em razoável estado de conservação.

A cruz é alta, quadrangular e assenta na cornija. A haste vertical é mais comprida que a horizontal.

O pedestal compõe-se pela cornija, pelo dado cúbico que está praticamente enterrado.

 

 

 O Sétimo Cruzeiro da Via-Crusis

 

Encontra-se na mesma Mata do Passal e é um dos mais interessantes deste conjunto.

Está em razoável estado de conservação.

A cruz é embolada, estriada e a encimar a haste vertical há um tipo de “capitel” que não se consegue definir. A haste vertical é muito mais alongada que a horizontal e assenta na cornija.

O pedestal é composto pela cornija e pelo dado cúbico. O dado praticamente enterrado está ornamentado com flores nas suas quatro faces.

 

 O Oitavo Cruzeiro da Via-Crusis

 

 

Situa-se na mencionada Mata do Passal.Este Cruzeiro é igual ao nono, décimo, décimo primeiro, décimo segundo e décimo terceiro da mesma Via-Crusis.

Está em razoável estado de conservação.

A cruz é latina, quadrangular, estriada e assenta na cornija. A haste vertical é mais alongada que a horizontal.

O pedestal é composto pela cornija e pelo dado cúbico.

Ao contrário dos Cruzeiros anteriores, o dado destes é bem visível e as estriadas só aparecem na face da haste vertical.

 

 O Décimo Quarto Cruzeiro da Via-Crusis

 

 Encontra-se na referida Mata do Passal e é o Cruzeiro que se situa no ponto mais alto da Via-Crusis.

Está em ruínas. Precisa urgentemente de ser reabilitado.

Apesar do seu aspecto degradante percebe-se que se trata de um imponente Cruzeiro.

No local ainda é possível ver uma pequena parte do fuste que assenta na plataforma.

A plataforma é quadrangular e tem três degraus, sendo que um está quase todo soterrado.

 

 VIEIRA, Leonel - Os Cruzeiros de Lousada, Universidade Portucalense, 2004



publicado por José Carlos Silva às 09:06 | link do post | comentar

Quarta-feira, 30.06.10

O Cruzeiro de Pereiras

A freguesia de Caíde de Rei é das maiores do concelho, mas apenas tem um Cruzeiro, que se situa no lugar de Pereiras, a duzentos metros da Igreja matriz.

É um Cruzeiro Paroquial.

É propriedade da Igreja Católica.

Construído em granito no ano de 1940.

Está em bom estado de conservação.

A cruz duplamente aguçada assenta no capitel em forma de anel espalmado.

O fuste é circular.

O pedestal é formado pelo dado cúbico e pela cornija. É no dado que se pode ler a data da construção.

A plataforma é quadrangular e formada por dois degraus.

 

VIEIRA, Leonel Vieira – In Os Cruzeiros de Lousada, U. Portucalense, 2004

 



publicado por José Carlos Silva às 07:37 | link do post | comentar

Domingo, 06.06.10

O Cruzeiro Paroquial

 

Localiza-se à face da estrada, num espaço devidamente delimitado e ornamentado, sito no lugar da Igreja e a cem metros da Igreja matriz.[1][1]

Este magnífico Cruzeiro é propriedade da Igreja Católica.

Construído em granito no ano de 1762.

Está em bom estado de conservação, pois foi restaurado recentemente.

A cruz é chavetada e assenta numa monumental esfera.

A coluna é composta por um belo capitel. Antes de iniciar o fuste temos ainda uma gola e um colarinho.

O fuste é circular e assenta na base.

O pedestal é formado pela cornija, pelo dado e pelo soco. O dado é ornado em forma de losangos e tem a data da edificação do Cruzeiro.

A plataforma é quadrangular e tem quatro degraus.

 

O Cruzeiro do Cemitério

 

Está edificado junto a meio do muro do topo nascente do Cemitério, sito no lugar da Igreja

 É propriedade da Junta de Freguesia de Pias.

Construído em granito em data desconhecida.

Está em bom estado de conservação.

A cruz é circular com as pontas em bico.

O fuste é redondo e assenta numa base

O pedestal é troncopiramidal e é composto pela cornija, dado e soco.

A plataforma é quadrangular e tem dois degraus, um está parcialmente soterrado.

 

O Cruzeiro do Avelar

 

Está colocado em cima de um penedo, próximo da estrada nacional, sito no lugar de Avelar e a trezentos metros da Capela do Senhor do Avelar.

Este Cruzeiro está no meio da estrada e é propriedade da Igreja Católica.

É um Cruzeiro Processional construído em granito em data que se desconhece.

Está em bom estado de conservação.

A cruz é quadrangular, tal como as hastes. A haste vertical é mais alongada que a horizontal.

O dado é cúbico e à sua frente tem uma mesa rectangular.

A plataforma é o próprio penedo.

 

O Cruzeiro de Oitava

 

Situa-se em frente à Casa de Oitava e à face do caminho rural, no lugar de Oitava.

É propriedade da Igreja Católica.

Construído em granito e em data que se desconhece.

Está em bom estado de conservação.

A cruz é oitavada e tem uma imagem de Cristo insculpida.

É um Cruzeiro de crucifixo.

O capitel simples assenta no fuste oitavado.

O pedestal é formado pela cornija e pelo dado cúbico.

A plataforma é quadrangular e tem apenas um degrau.

 

VIEIRA, Leonel – Os Cruzeiros de Lousada, U. Portucalense, 2004

 

 





Cruzeiro de Nogueira

O Cruzeiro Paroquial

 

Está edificado no meio do entroncamento, junto à estrada Lousada/Aparecida, no lugar de Guindes.

É propriedade da Igreja Católica.

Está revestido a mármore, sendo o seu interior em granito e que corresponde ao antigo Cruzeiro.

Desconhece-se a data da construção bem como do acrescento.

Está em razoável estado de conservação.

A cruz é latina e quadrangular. A haste vertical é muito mais alongada que a horizontal.

Ao centro da cruz fixa-se outra pequena cruz também latina e em mármore com um Cristo em metal.

A plataforma é quadrangular e tem dois degraus, sendo que um deles está danificado. À volta da plataforma foram colocados alguns pilares em ferro com um gradeamento cadeado.

 

O Cruzeiro do Cemitério

 

Está adossado a meio do muro do topo sul do Cemitério, sito no lugar da Igreja.

 É propriedade da Junta de Freguesia de Nogueira.

Construído em granito e em data que se desconhece.

Está em bom estado de conservação.

A cruz é oitavada e idêntica à de Cristo.

A encimar a cruz há uma espécie de capitel com volutas e com a incisão: JNRJ.

O fuste é octogonal e assenta na plataforma. Um terço do fuste, junto à plataforma, é quadrangular e mais saliente.

A plataforma é quadrangular e tem dois degraus.

VIEIRA, Leonel - Os Cruzeiros de Lousada, U. Portucalense, 2004.

 

 





 



publicado por José Carlos Silva às 00:15 | link do post | comentar

mais sobre mim
Agosto 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31



contador visitas en mi web
posts recentes

Cruzeiros de Lodares

Cruzeiro de Caíde

Cruzeiros de Pias

arquivos

Agosto 2015

Março 2015

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

tags

1910

a igreja de são vicente de boim

a igreja _alvarenga

a paróquia de boim: breve enquadramento

adcl_lodares_lousada

adeus

alferes

almotacé

alvarenga

alvarenga_lousada

anthero pacheco da silva moreira

antónio

anúncio

aparecida

artesanato

artigos

aveleda

bibliografia

boa noite

boim

boim_lousada

caíde

caíde_lousada

calvário

caminho _de_ ferro_ de_ penafiel _á_ lix

caminho_de_ferro

capela

capela da fonte - boim

capelas

capelas_ públicas_lousada

capelas_de_lousada

capitão

capitão_mor

cargos e profissões dos proprietários de

carta

casa

casa da bouça (nogueira)

casa da lama

casa da quintã

casa de monte sines

casa de sequeiros

casa de sequeiros - lodares

casa _ vilar_lodares_lousada

casamento - joaquim da silva netto com d

casa_da_lama_lodares_lousada

casa_de_real_ficha

casa_do_vilar

casa_vila _verde

collegio_de_bairros

concelho

couto

covas

cristelos

crónicas

cruzeios_lousada

cruzeiros

cruzeiros_lousada

da

de

despedidas

desporto

do

donativo

eleição

eleição_ abdicação

em 1907.

enlace

escola

festa

figueiras

i congresso internacional da rota do rom

igreja paroquial de cristelos / igreja d

igreja paroquial de figueiras / igreja d

igreja: stº estevão de barrosas

iii jornadas de história local

lodares

lodares_lousada

lousada

meinedo

memória

memória_paroquial

moinho

moinhos

nespereira

nevogilde

nogueira

nossa

padre

paisagem_edificada_lousada

política

ponte _de_ vilela

ponte_espindo

porto

quaresma

reverendo

romaria

rota_românico

senhora

títulos

universidade de coimbra

todas as tags

links
subscrever feeds